DJI-Spark-04-720x540

Drones da DJI irão receber modo de voo privado

Posted by on / 0 Comments

A DJI é uma das principais marcas de drones, sendo responsável por alguns das aeronaves mais populares do mercado como os Phantom, o Mavic Pro ou os Inspire.

Para aumentar a privacidade dos seus utilizadores, especialmente os militares, a marca chinesa está a preparar um novo modo de voo privado.

Embora existam bastantes alternativas no mercado, a DJI possuí alguns dos drones mais interessantes para quem quer voar por lazer ou fazer umas filmagens profissionais.

Com os recentes incidentes com drones, a DJI tem aumentado as exigências de voo, obrigando ao login da conta DJI para entrar na aplicação, além de confirmar se o drone tem a última atualização, se os dados de geofencing estão atualizados e de confirmar que a segurança do voo está garantida. Para estes procedimentos a aplicação pede uma ligação à internet, registando dados do drone e logs de voo, o que influencia a privacidade do piloto.

Sendo a DJI uma das fornecedoras de drones para o exército dos Estados Unidos, toda esta falta de privacidade sobre os voos deixaram o exército incomodado devido às possíveis vulnerabilidades e a facilidade com que os seus registos de voo poderiam ser descobertos, colocando em causa algumas missões mais sensíveis.

Para resolver esta questão, a DJI está a desenvolver um novo modo de voo, um modo privado, que irá guardar os dados de voo localmente sem que estes sejam expostos. Este novo modo servirá para aumentar a privacidade dos voos e para não expor os voos sensíveis que utilizadores militares ou empresariais não queiram que seja público.

Com este novo modo privado, a ligação à internet é temporariamente desativada até que o drone volte à base e o operador volte a restabelecer a ligação à internet. Durante o voo, o piloto continuará a receber a imagem no seu comando ou smartphone, no entanto esta imagem não poderá ser transmitida para lado nenhum, estando restrita à apresentação no comando.

A DJI tem estado a desenvolver este modo nos últimos meses, no entanto, pretende agora acelerar o seu desenvolvimento para que seja lançado até ao final de setembro. Este modo não deverá estar disponível para todos, estando dependente do tipo de utilizadores e da legislação específica para cada região.